Gambare!

Você sabe por que os gansos selvagens voam em formato de delta? Essa configuração é a que permite o melhor aproveitamento do ar. Assim o grupo gasta menos energia e consegue manter o vôo por mais tempo. Quando o que está na ponta da flecha se cansa, passa para a última fileira. A explicação científica do comportamento das aves é um exemplo perfeito para ilustrar como liderança e trabalho em equipe andam de mãos dadas. Essas mesmas atitudes estão sendo cada vez mais requisitadas e valorizadas até para quem trabalha na linha de produção das fábricas.

Ser um líder não é simplesmente dar ordens de qualquer maneira. É aquele que sabe orientar a equipe para seguir a direção correta. É aquele que sabe motivar as pessoas para alcançar o objetivo com planejamento, organização, disciplina e criatividade. Assim como cada um dos gansos selvagens que experimentam a sensação de liderar os demais, cada pessoa tem a mesma capacidade.

Duvida? Pense em uma situação qualquer da sua vida em que já teve de tomar uma decisão. Fazemos isso a todo momento - para o bem ou mal. E uma das características da liderança é a capacidade de tomar decisões.

Uma vez, colocaram seis pessoas dentro de um bote e somente um remo. Não demorou muito e um deles logo teve a iniciativa de dar as ordens para os demais remarem até atingir o outro lado do rio. O curioso é que mesmo depois que o primeiro líder foi retirado do bote, uma segunda pessoa teve a mesma iniciativa de liderar os demais que estavam no bote. Essa experiência real mostra que a liderança faz parte da vida de cada um de nós.

Os escritores Roberto Shinyashiki e José Luiz Tejon Megido, dois especialistas no assunto, realizaram o seminário “Como liderar e formar uma equipe de campeões”, em São Paulo. Donos de carreiras respeitadas, eles deram dicas de como adotar atitudes positivas para despertar a liderança que existe em cada um.

“Mesmo trabalhando em uma fábrica, é possível ter atitudes de liderança”, diz Shinyashiki. “Quem não foi submetido a uma dor, a uma situação difícil, não nasce para a liderança”, explica Tejon. Confira nas próximas páginas as dicas dois dois especialistas.

O que um líder deve ter?

Metas
De acordo com Tejon, “líder” e “liderança” são palavras geralmente confundidas. O líder é o jardineiro. A liderança o jardim. O líder cria líderes e organiza equipes para liderar e entregar resultados. O líder precisa criar ambientes de liderança e obter resultados a curto prazo enquanto constrói o futuro.

Postura
Dizem que somos a imagem que mostramos aos outros. Sendo assim, o que destrói a liderança é a falta de postura no dia-a-dia. Cumprimentar os colegas de trabalho, valorizar quem merece e ter um discurso coerente com o próprio estilo de vida são as características de um verdadeiro líder.

Humildade
A liderança, segundo Tejon, se aprende com a humildade, a partir das coisas simples. Um líder sabe que é a equipe inteira que realiza, e não só ele. Por isso, sabe valorizar as pessoas e respeitá-las.

Esforço
Para liderar, a pessoa tem de saber realmente assumir a liderança. Para isso, o aprendizado precisa ser constante. “Um líder é 2% de talento e 98% de esforço”, diz Tejon.

Superação
“As pessoas que dão certo têm claro quais são suas falhas, o que precisa ser melhorado, onde querem chegar e o que é necessário para que isso aconteça”, explica Shinyashiki. Segundo ele, é fundamental que as empresas analisem seus pontos fortes e fracos. “O mundo atual exige que as pessoas tenham capacidade de liderança. É preciso liderar o chefe, o colega e até nós mesmos”.

Sonho
Uma pessoa vitoriosa consegue superar as adversidades e aprender com elas. Manter a esperança enquanto enfrenta as dificuldades da vida é fundamental. “Tudo é uma questão de sonhos. O líder ajuda as pessoas a sonharem”, afirma Shinyashiki.

Motivação
Os grandes líderes são, antes de tudo, seres humanos e não máquinas programadas para gerar resultados. “A maioria das pessoas projeta a felicidade para o futuro e se esquecem que é preciso ser feliz todo dia. Tenham ousadia, amem muito e nunca abandonem seus sonhos”, afirma Shinyashiki.

Dicas de ouro

Respeite seus colegas de trabalho

Não dê seus sonhos para os outros realizarem. Faça-os acontecer você mesmo

Missão, visão e valores são essenciais para um plano de liderança

Use listas e anotações para organizar o seu tempo e compromissos

Aprenda a ouvir mais. O líder sabe entender as pessoas

Analise a própria realidade e primeiro dê atenção ao que é mais importante

Trabalhe em equipe

Valorize as pessoas com potencial

Assuma a liderança e as responsabilidades

Saiba escolher as pessoas para trabalharem com você

Seja flexível. O líder tem de ter várias maneiras de agir

Afaste-se de pessoas negativas

Não esqueça de ser feliz!

Gambare!
Roberto Shinyashiki
Psiquiatra com pós-graduação em Gestão de Negócios (MBA - USP), é um conhecedor da alma humana. Sua capacidade de entender a realidade e as necessidades dos indivíduos o faz uma referência em temas como felicidade e sucesso. Realizou cursos de especialização nos Estados Unidos, Europa e Japão.

A dedicação ao desenvolvimento de projetos sociais rendeu-lhe o prêmio “Hadge Capers”, da Associação Internacional de Análise Transacional, como melhor projeto de solidariedade mundial. A atuação no meio empresarial e profissional é resultado de sua convicção de que sempre é possível ser um vencedor.

Gambare!
José Luiz Tejon
Um dos dois brasileiros citados no Suceeding on Your Own Terms, uma publicação norteamericana que conta a história de 50 personalidades que se tornaram líderes apesar das adversidades. E os obstáculos que Tejon teve de vencer até tornar-se um profissional bem sucedido não foram poucos.

Vítima de um acidente na infância, o palestrante teve seu rosto desfigurado, passando 14 anos semi-internado em hospitais. Ele enfrentou mais de 100 cirurgias plásticas para reconstruir, aos poucos, todas as partes do rosto. Mas a determinação fez de Tejon um vitorioso. Ele afastou a depressão e percebeu que sua capacidade era maior do que qualquer ferida.