Photos.com

Não importa o ramo de atividade ou se o serviço é pesado ou não. Um dos campeões de reclamações dentro de fábricas, escritórios, comércio e qualquer outro trabalho é a dor no pescoço. Aquela sensação incômoda de peso na região da nuca.

Quando essa condição de dor se torna constante e generalizada, pode ser um sinal de fibromialgia, síndrome que engloba uma série de manifestações clínicas como dor, fadiga, indisposição e distúrbios do sono.

A fibromialgia atinge de 1 a 5% da população mundial, a maioria do sexo feminino. Esse mal é uma forma de dor nos músculos, tendões e ligamentos. Não acarreta deformidade física ou seqüela. No entanto, a fibromialgia pode prejudicar a qualidade de vida e o desempenho profissional, o que justifica que o problema seja levado a sério.

“Problemas poderão surgir quando se está submetido a longas jornadas de trabalho, que acarretam estresse físico e emocional, sem ter períodos de repouso adeqüado, sono restaurador e horas de lazer e esporte”, explica Roberto Heymann, presidente da Comissão de Dor, Fibromialgia e outras Síndromes de Reumatismo, da Associação Brasileira de Reumatismo. Pessoas com sintomas de fibromialgia queixam-se de dores em nervos no pescoço. Na verdade, os tais nervos são a parte principal de um músculo do pescoço e ombros, chamado trapézio.

O trapézio é o músculo mais “mal-usado” do corpo, particularmente em indivíduos sedentários e com má-postura. A cabeça, quando está pendente, age como um peso de 15 quilos pressionando o trapézio para baixo. Quando a cabeça está alinhada com o pescoço, esse peso é de somente três quilos.

Muitas pessoas mantêm uma postura com a cabeça para a frente por períodos grandes de tempo, no trabalho e nas tarefas de casa, submetendo o trapézio a um estresse crônico.

Confira alguns passos para lidar com a dor no pescoço e evitar a fibromialgia.

Dicas preventivas

Evite deitar: no chão para assistir à TV ou ler com o travesseiro embaixo da cabeça

Use travesseiros: com curvaturas especiais pra dormir, que permitam que a cabeça fique paralela ao colchão

Quando: estiver dirigindo, pressione a cabeça contra o encosto de cabeça periodicamente, para ajudar o corpo a identificar a posição correta da cabeça

Alongue: os músculos do pescoço várias vezes ao dia – onde quer que esteja

Evite inclinar-se: para realizar um trabalho; massagens são úteis, embora o efeito seja temporário

Natação: é útil para o alongamento do pescoço

Use calor: como o chuveiro quente, para soltar os músculos

Mantenha: o corpo aquecido quando está frio. O ar frio faz contração muscular, causando maior dor

Durma: horas suficientes